domingo, 2 de agosto de 2015

Substituição para teclado do TK95

As partes mecânicas são as que mais sofrem quando os equipamentos envelhecem, como é o caso de teclado dos computadores antigos.


No caso do TK90X, pode-se tentar reparar a membrana ou fazer sua substituição por uma nova. Há abordagem que altera significativamente esta parte do computador, como é o caso do TKlado. Já no caso do TK95, cujo teclado é notavelmente melhor que de seu antecessor, o conserto é possível como é relatado pelo BrancoRP2000, mas não havia como fazer sua substituição por completo. Victor Trucco resolveu debruçar-se sobre esta lacuna e chegou nesta bela placa, toda branca.


A placa apresenta trilhas que se entrelaçam nos contatos correspondentes às teclas, cujo contato é feito quando se pressiona as ilhas metalizadas do filme plástico que fica no topo do arranjo completo. Entre a placa e o filme, há duas camadas de papel com orifícios localizados em cada tecla, para prover o necessário isolamento elétrico, pois o contato deve ocorrer somente quando a respectiva tecla for pressionada. Há ainda regiões com dois contatos numa única tecla, para aqueles casos em que duas teclas seriam pressionados no TK90X; um exemplo é a tecla DELETE, que corresponde ao pressionamento das teclas Caps-shift e 0.


O verso do teclado original do TK95 é uma placa de fenolite onde suponho que esteja localizada a matriz do teclado. Como eu nunca abri o conjunto, não tenho muito certo de como é. Pode-se ver ainda que a ligação à placa principal do computador é feito pelas malfadadas fitas de membrana plástica.


Já na placa do Victor, estas conexões são feitas com cabos que terminam em conectores Modu. Há duas barras de pinos na placa a serem ligados aos cabos. Foram fornecidas ainda barras de pinos para substituírem os conectores destinados às fitas de membrana plástica. Esta é uma excelente medida, pois tais fitas são o calcanhar de Aquiles dos TKs devido à sua fragilidade. Percebe-se que a nova placa é dupla face, mas as trilhas são devidamente isoladas elétrica e mecanicamente com grossa camada de verniz.

O conjunto possui aspecto bem profissional e está pronto para substituir a placa original quando necessário. Felizmente o meu TK95 está em excelente estado e o teclado funciona perfeitamente, portanto não vou me atrever a mexer nele. Fico devendo um teste real com a placa do Victor, na verdade eu a adquiri somente para ter segurança de que tenho um substituto quando o original abrir o bico.

Por ser dispendioso, foi feito um lote fechado dessas placas e, quem ficou de fora, não tem como comprar mais. Embora eu não esteja empregando a minha no momento, não tenho a mínima vontade de vender.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Seu comentário é bem vindo, mas peço que use este espaço adequadamente.